segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Permita.

Só quero que você me segure forte para que eu não caia nesse inferno novamente. O pânico voltou ao meu coração e a solidão me rodeia como um dia já aconteceu, meu medo de estar sozinha cresce como um buraco negro, engolindo todo o sentimento e transformando em medo. Medo! Só diga que quer ficar ao meu lado até o fim dos tempos e serei eternamente grata por tê-lo aqui, comigo. Não que seja um favor estar ao meu lado, isso tudo é apenas reflexo do que um dia cheguei a sofrer e não quero que aconteça novamente. Permita que eu entre em seu coração e me diga o que fazer assim que eu sentir que você se entregou para mim, não apenas em corpo e sim com toda a sua alma. Quero sentir você comigo sempre em que eu me balançar ao som de uma melodia drástica e pesada, quero sentir seu coração bater em cada solo de guitarra que eu escutar e lembrar dos seus dedos dedilhando meu corpo. Quero sentir cada espaço do seu rosto colado ao meu peito enquanto eu respirar fundo após uma corrida até chegar em casa, quero sentir seus lábios em meu pescoço a cada gota d’agua que cai do chuveiro nas madrugadas de domingo, enfim... eu quero sentir você comigo. Quero senti-lo sempre, sem medo de perder o sorriso que é sustentado pelo seu olhar. Sem esse sorriso o buraco negro engrandece e engole todo o meu ser, assim como o meu mundo. Deixe-me ser seu buraco negro e engolir você todo para que eu o guarde tão bem como minha preciosidade mais rara que uma nebulosa colorida. 

domingo, 15 de fevereiro de 2015

A vida não te dá escolhas.

Primeiro tópico: Você não escolhe se quer nascer ou morrer, não escolhe conhecer tais pessoas, não escolhe sofrer privações ou preconceitos; a vida nunca te deu essa opção. Posso dizer uma coisa? Você não é livre para decidir o que quer da vida ou o que fazer com a mesma, sempre haverá um empecilho e vai depender disso pelo resto da vida, seja família ou não.

Segundo tópico: família não é a base de tudo! Você é a base de tudo, pare de colocar a responsabilidade no próximo quando você devia ter feito ou deixado de fazer tal coisa grandiosa. Se não é capaz, não o faça e no final não terá que se desculpar ou querer que o outro se desculpe. Não somos capazes de tudo, na verdade... de quase nada. O ser humano é algo tão pobre que se contenta com as poucas moedas que no bolso estão, se contentam com uma lambida de seu cão sem se lembrar que ele lambeu o próprio rabo antes de lamber sua fuça. Se contentam com qualquer sorriso de estranho sem saber que na mente do mesmo ele te julga como o pior e mais imundo animal. A vida nunca foi fácil e as pessoas ainda são inocentes demais para enfrentar o mundo de queixo erguido. Eu não estou pronta para enfrentar o mundo, nem o inferno.