quinta-feira, 24 de abril de 2014

Onde se encontra a felicidade? Quanto custa?

E tudo o que sentimos agora se transformou em dor, tudo o que eu tinha na minha alma se esvaiu e agora só existe a escuridão, que consome meu corpo toda vez que lembro de nós dois juntos. Suas palavras se tornaram facas afiadas no meu peito, que perfuram, rasgam todos os músculos que cauterizam a pele por onde toca. A dor que sinto nunca mais vou deixar de sentir, ela apenas vai amenizar e se esconder no meu sorriso.
Quando lembro dos nossos dias juntos, meu coração se aperta e grita seu nome, eu o silencio com minhas lagrimas e o acalmo dizendo que você irá voltar, estou mentindo e ele sabe. Meus olhos cansados de chorar hoje pesam uma tonelada e querem se fechar, mas sem previsão de se abrir na manhã de sexta! Ele sabe que é mais um dia de sofrimento e não suporta mais. Meu corpo implora pelo descanso e sofre com a sobrecarga de uma alma pesada. Sinto tanto a sua falta que seria capaz de limpar a sujeira da alma com um pincel de aquarela, se você pedisse, eu faria. É pedir muito seu amor de volta? É pedir muito a devolução da minha paz? Talvez tenha sido um erro te amar ou talvez tenha sido um erro te deixar, ou os dois. Quem dirá?
Me diz o porquê eu sinto tanto quando lembro da sua voz? O coração não para quieto no lugar, dá voltas e mais voltas pelo peito, grita seu nome, esperneia até cansar. Meu coração não suporta tanta dor e quer pular, fugir e até se desligar de mim. Ele pertence à você agora e não há nada que eu possa fazer para que ele volte a ser meu, nem uma tatuagem com meu nome fará efeito. Ele é seu e você não o quer, se desfaz de tudo que te dei e agora se desfaz de um coração vazio, cheio de esperança morta e raízes de um romance sem fim que acabou! Não, realmente não faz sentido, o que eu esperei ser eterno durou tão pouco. A dor que agora vive em mim, bate no lugar do coração. Eu não vivo mais, morri no dia que você se virou sem dizer mais nada e saiu, nunca mais voltou e nem vai voltar. Você disse adeus, pegou suas coisas, meu coração e suas lagrimas e saiu, saiu sem um último beijo, saiu e me deixou vulnerável. Por isso hoje eu vago morta para qualquer lugar já que nada mais faz sentido, já que tudo o que sentimos agora se transformou em dor.


Só peço que me liberte dessa dor, Deus. Só peço que perdoe meus pecados e traga de volta a felicidade que um dia repousou em mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário